terça-feira, 24 de março de 2009

EU

EU

Ainda sou a mesma,
ainda sou a mesma,
a que um dia nasceu


SELVAGEM

num outro tempo,
num canto novo

PURA

e

LIVRE

me levanto,
e num cantar

LÍMPIDO

procuro todos os dias
as mesmas palavras
os mesmos sorrisos

que ainda são os meus!

Isabel Cabral



23 comentários:

  1. E estes são os teus cabelos, não são?
    Selvagens?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pelo convite. Valeu a pena visitá-la. Está a ficar muito bonito.
    Beijinho,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  3. Querida prima,
    Obrigado pelo convite e parabens e um brinde a mais um sucesso blogguista....

    Beijinhos
    Ana ... a caminho de Seoul desta vez

    ResponderEliminar
  4. Querida prima,
    Obrigado pelo convite e parabens por mais um sucesso bloguista ....

    Beijinhos
    Ana ... desta vez de malas aviadas para uns aninhos em Seoul.

    ResponderEliminar
  5. Lindo seu novo espaço!Gostei e vou adicionar no meu Avesso viu?

    Beijo!

    ResponderEliminar
  6. Prima não acredito, já a caminho de Seoul???
    Pensei que fossem lá mais para o Verão.
    Pena não poderem vir para mais perto de nós.
    Europa, no minímo....
    Beijinhos e que tudo corra bem, quando estiverem instalados avisa.

    ResponderEliminar
  7. Olá Isabel,

    Que surpresa bonita, amiga!

    È lindo!

    Parabens, e obrigada pelo convite.

    Desejo o maior sucesso.

    Um beijo

    viviana

    ResponderEliminar
  8. Isabelita

    Promete este teu novo cantinho de Outros Sorrisos. Pela rosto que lhe deste e pelo 1.º poema aqui deixado.

    Há amizades que surgem tímidas, quase inexplicáveis e que se vão fortalecendo em fios que ficam a unir-nos. Assim me aconteceu com algumas pessoas, entre outras, contigo. Deixo, para ti, na lapela do meu blog o Prémio da Amizade.

    Um beijinho

    MV

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga Isabel
    Uma abertura de blogue em grande estilo com um poema tão simples e tão lindo.
    Vou fazer-lhe uma confissão: o seu sorriso lindo está guardado no meu computador, na Galeria de Fotografias.
    Beijinhos
    António

    ResponderEliminar
  10. No fundo mantemo-nos na mesma, só o corpo vai perdendo a energia
    mas o espírito os sentimentos esses são os mesmos,
    Parabéns pelo teu novo cantinho
    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Eu! Tu! Ele! Ela!
    Seremos sempre o que até então vivemos!
    Gostei!

    Habito nos teus olhos luz, brilho de encanto!
    Respiro das janelas do teu rosto o sorriso
    Dos cabelos, soltas o perfume que preciso
    Castelo do teu ser em que por ele amo e canto

    Grato sempre pela visita…
    Desejo um resto de uma boa noite!

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar
  12. À Isabel Cabral associo: ternura, delicadeza, frescura, limpidez, abdicação _________ mas
    nunca
    _______________ SELVAGEM

    Beijinhos da Teresa de longe!

    ResponderEliminar
  13. Obrigada pelas palavras Teresa de longe.
    O selvagem, não é no verdadeiro sentido da palavra como se costuma aplicar.
    Para mim selvagem é um pouco aquela leveza de sentimentos genuínos.
    O gostar de correr na praia, o andar descalça,não ter que cumprir "quando posso", rituais de vestimentas, apesar de ser "tola", aprecio o bom gosto, e o saber vestir.
    Enfim selvagem é amar a liberdade com os pés assentes na terra, e quando posso fugir de coisas rotineiras,fugir.
    Detesto ir arrranjar o cabelo por exemplo, é lavar e deixar secar ao vento e ao ar sem nada de sofisticações, por isso o meu cabelo ser comprido e selvagem!!!!:)S
    Beijinho e sorriso
    Isabel

    ResponderEliminar
  14. Que cabelos bonitos.
    A condizer com o poema.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Ao poeta a luz,
    a poesia a beleza,
    a vida a poesia,
    pura poesia... Beijo

    ResponderEliminar
  16. Olá Isabelita

    Hoje venho aqui deixar-lhe um sorriso mesmo de sorrir, primaveril e cheio de esperança.

    Este seu eu faz-me lembrar água pura e cristalina, jorrando livre da fonte.

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  17. Gostei da forma drops do teu texto.
    Voltarei sempre que eu puder.
    Abraços

    ResponderEliminar
  18. Há uma "Rumkugel" no "ematejoca azul" para a minha amiga selvagem! Vá buscá-la!

    ResponderEliminar
  19. Gostei do teu EU exposto de forma tão bonita e expressiva!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  20. Teresinha a amiga "selvagem" :)S Já tem um Rumkungel oferecido pela Fátima que saboreei ao almoço com o café.______________________mas no entanto aceito outro.

    Desde ontem tenho recusado alguns prémios, ou seja, não tenho recusado, estão guardados porque estou a juntá-los num slide mas como tenho tido pouco tempo e a informática também não é o meu forte só os deverei ter preparados para a semana._________Entretanto não coma muintos Rumkugel, são bons mas fazem mal.
    OBRIGADA PELO RUMKUGEL E BOA NOITE!!!
    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  21. Está inicinado muito bem... adorei suas seleções.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  22. Obrigada pelo convite...
    Está lindo - gostei do poema e da foto...
    No fundo, queremos ser todos selvagens, não???
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar