terça-feira, 5 de maio de 2009

O caminho

Ao, percorrer o caminho
as pedras podem aparecer
umas grandes,
outras mais pequenas,
mas uma certeza eu tenho,
é meu dever,
ultrapassar barreiras
saltar muros, mas hei-de
lá chegar.

Os caminhos,
nem sempre são direitos,
por vezes são tortuosos,
mas à força de lutar,
vencerei medos,
e no fundo, da estrada
estará sempre
à minha espera
uma mão amiga.

Isabel Cabral



15 comentários:

  1. È isso mesmo minha querida...nem tudo é facil e direito na vida da gente.Mas com determinação e forca conseguiremos chegar ao fim dele e atingir nossos objectivos.É sempre maravilhosa sua escrita.
    Passa no meu blog tem lá prendinha para ti.

    Um bjinho cheio de luar

    ResponderEliminar
  2. Isabel:
    Maior verdade, não poderias dizer...a vida é feita de pedaços coloridos, de sonhos...cores coloridas, outras vezes tudo a preto e branco...sonhos cor- de- rosa, outras vezes pesadelos! Porém temos de saber apagar esses pedaços maus e...andar para a frente, pois esses pedaços fazem parte da vida, mas não podem vencer-nos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu creio em cada palavra... mas também sei que tenho aprendido grandes lições com os caminhos mais tortuosos... e aprendi também a amar todas as "pedras", mesmo aquelas que parecem intransponíveis. E hoje consigo sorrir até para elas.
    Um caloroso abraço e mil :)

    ResponderEliminar
  4. Olá Isabel,

    Linda essa determinação e essa ânsia de chegar...

    Creio ser essa a visão certa da nossa caminhada por aqui...

    Como diz a Fátima, temos que aprender com os obstáculos que se atravessam no caminho e, conseguir sorrir para eles.

    Um abraço

    viviana

    ResponderEliminar
  5. Olá...

    pois os caminhos, são duros... e ainda assim aquele que parece o mais perto pode ser o que nos traz mais problemas. todos temos a oportunidade de decidir, de seguir pelo nosso caminhos, por os já muito trabalhados ou ainda pelos desconhecidos. muitas vezes vamos cair por terra, ficar um pouco feridos e com algumas sede... o caminho é longo e nem sempre ameno, mas que podemos a fazer a não ser continuar a lutar.
    Quando nos passa pela cabeça a ideia de desistir pensamos: E vou ficar aqui por ser levado por um animal? para me tirarem a vida? se já avancei tanto porque é que agora vou ter de voltar atrás e passar por tudo outra vez. contudo há sempre ramificações da estradas principais por onde podemos seguir, pequenos atalhos que nos podem trazer medo, mas também muitas alegrias.

    bjs

    ResponderEliminar
  6. os caminhos são tão tortos, às vezes...
    não os conseguimos delinear facilmente!
    obstáculos que se entrepõem nos camonhos a percorrer... é a vida, a caminhada nesta terra, isabel
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Olá Isabel
    Quando a verdade é dita, não merece castigo!
    Poema transparente com a mensagem do nosso dia a dia. Os mais fortes ultrapassam as vicissitudes e os mais fracos ficam a ver o comboio passar.
    Um Bom Dia para a menina.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Isabelita

    E uma pedra abriga tantos mundos e de cada vez que numa tropeçamos aprendemos e seguimos, mesmo que a tortuosidade dos caminhos nos faça demorar mais tempo na viagem. E quem se levanta e prossegue há-de sempre chegar onde quer.

    Hoje foi dia de relaxe para mim, depois de ter perdido um trabalho que me demorou uma semana a fazer, esqueci-me de o gravar. Ontem sem parar fi-lo de novo.

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  9. Isabel, linda reflexão sobre o caminho que temos de percorrer.
    Ele tem de ser feito de qualquer maneira e por isso o melhor é fazê-lo o mais suave possível, sem nunca desistir. É nesse caminhar constante e ultrapassando todas as pedrinhas que evoluímos e nos tornamos cada dia mais conscientes.
    E, como é bom quando encontramos uma mão amiga que nos ajuda nos momentos mais difíceis.
    Beijinho grande
    canduxa

    ResponderEliminar
  10. Durante todo o caminho vai haver mãos amigas que ajudam a levantar, choram o nosso choro e riem o nosso riso. Muitas vezes não damos por elas mas elas estão lá.
    Força para o caminho.
    Um grande abraço,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  11. ISABEL

    Com um beijo


    Caminho


    Vou…
    Para onde?…
    Não sei…
    Mas sei que vou!...
    Sei que o caminho…
    É longo…
    Mas certo.
    E corro…
    Salto pedras…
    Trepo muros…
    Movo montanhas…

    Tropeço…
    Caio…
    Levanto-me…
    E… volto a fazer o mesmo…

    Depois levanto-me…
    Vejo o horizonte…
    Vejo o caminho…
    Vejo o destino…
    E já sei para onde vou!...



    Lili Laranjo

    ResponderEliminar
  12. Isabelita

    É sempre de desconfiar quando o caminho se nos apresenta fácil de mais, sem obstáculos...e as pedras fazem parte dele, são muitas vezes o diagnóstico da nossa fragilidade ou da nossa resistência.

    Beijinho

    MV

    ResponderEliminar
  13. Belo caminho esse em post forma,repleto de energia e vontade de Viver!

    Viva a Vida Bel!

    ResponderEliminar
  14. Querida Isabel: Belos são os caminhos por onde nos levas. Pelas palavras. Como se fosse pela mão!

    beijo doce

    ResponderEliminar